terça-feira, 25 de maio de 2010

Para pensar

Recebi esse texto por email da minha amiga Helena


Momentos em Família

Hedy Silvado

Outro dia li uma mensagem que me fez pensar. Muitos esposos e pais chegam em casa com o seu “resto” para encontrar a família. Eles dão o seu melhor lá no trabalho, são super educados com seus clientes e amigos, mas parece que ao chegar em casa eles esquecem que cortesia e boas maneiras funcionam no lar também. A ilustração que a autora usou foi a de alguém que saia de manhã para tomar café com os amigos e pedia para a garçonete embrulhar as sobras. Aí, ele trabalhava, parava para almoçar, voltava a trabalhar e no final do dia chegava em casa e oferecia para seus filhos e esposa o resto do seu café da manhã, que aliás era muito bom, tinha croissant, pão-de-queijo, ovos mexidos, bolos … mas era resto!
Pensei nas vezes em que nós, esposas e filhos também não esperamos nossos esposos e pais como eles merecem. Lembro-me de quan do meus filhos eram pequenos e nós queríamos estar de banho tomado, bem cheirosos para esperar o papai… Arrumávamos a sala (isto significava juntar os brinquedos nos quais ele poderia tropeçar) e a mesa do lanche. Se o ambiente estava pesado, procurávamos nos acalmar e criar uma atmosfera mais aconchegante por que o “papai já vai chegar”. Quantos sustos meu esposo levou (ou fingiu que levou) ao abrir a porta e escutar aquele “Buuu”. Por mais exausto que estivesse, a alegria das crianças e saber que ele estava sendo esperado, fazia a “nuvem escura” ir embora.
Nem todos os dias é possível cria um ambiente assim, mas devemos nos esforçar para ter um lar acolhedor. A família toda se beneficia com isto e estamos criando um modelo na cabeça de nossos filhos. Temos até hoje nossas noites (tardes, ou..) de família, pois, com os filhos grandes não estamos mais juntos nas refeições, nem chegamos a noite no mesmo horário. Mas, estes encontros contin uam sendo momentos muito felizes e importantes. Há semanas que nos telefonamos várias vezes tentando achar um horário possível para os quatro. Às vezes assistimos um filme juntos e depois discutimos, outras, jogamos boliche; simplesmente sentamos e conversamos, fazemos um estudo bíblico, jogamos “imagem e ação”, “flash”… O importante é estar juntos e nos relacionarmos, cada um sabendo como o outro está, seus sonhos, suas realizações, sua caminhada com Deus.
Estes momentos são as melhores memórias que podemos deixar para os nossos filhos. Se você tem investido tempo na sua formação acadêmica, no seu trabalho, não esqueça de investir em sua família, afinal é dela que vem o seu suporte emocional para enfrentar o dia-a-dia e é com ela que você vai contar no final dos seus dias.



E agora queria deixar a minha opinião sobre esse texto ao qual eu concordo 100%

Sei que hoje muitas pessoas tem se preocupado com dar o melhor para os seus filhos, mas esquecem que o melhor para eles é o carinho/atenção e amor sem medidas, eu sempre pensei assim, tanto que, parei de trabalhar para começar a preparar o enxoval do meu filho, curtir cada segundo da gestação, cantar, ninar, quantas tardes passei lendo livrinhos, encaixando pecinhas coloridas, e hoje vejo que valeu a pena cada segundo que passei ao lado deles, eu abri mão de tudo para ganhar e aprender muito com eles, que uma flor colhida do chão é melhor que 1000 buques de rosas, pois veio do fundo do coração ( quase todos os dias eu ganho flores colhidas do chão e escuto te amo mamãe) as vezes tenho até vontade de chorar pois é um gesto que eles vão levar para a vida toda, não o de juntar a flor, mas o de saber reconhecer quando recebem amor/carinho.

Fazemos sempre os momentos familia, onde ficamos os 4 as vezes mesmo no silencio mas um perto do outro, outro dias papai tocando violão e nós cantando( ou tentando), domingo quase sempre assistimos um filme/lemos um livro, jogamos tb futebol, coisinhas pequenas mas que os fazem sentir juntos, seja fazendo compras, indo a padaria, ajudando na cozinha, eles eu posso dizer que sabem muito bem a essencia de uma família ( como era antigamente) sempre falei que a sociedade está violenta assim ( filhos matando pais, desrespeitando tudo) pq os pais se preocupam em dar tudo e no fundo não dão é NADA.

O pouco para a pureza das crianças é muito, se vc acha que ainda não faz isso começe hoje nunca é tarde para amar e ser amado.

Um comentário:

Michele disse...

Olá!
Concordo 100% com o texto e com vc.
Também troco qualquer coisa pela companhia do meu filhote.
Não abro mal de ler pra ele antes de dormir, de dar banho nele, brincar de pique-esconde dentro de casa mesmo, jogar video-games (sou péssima e ele se acha o máximo me ensinando), sabe esses momentos pra mim não tem preço!!!
Bj e boa semana.