sexta-feira, 8 de abril de 2011

Desabafo...

E mais uma sexta chegou, amanhã tenho feijoada na casa de um amigo do marido ( não posso abusar!!!), no outro findi churras no domingo, no outro é Páscoa e ai abril já era, como tá voando né!!!
Essa foto foi tirada hoje(pelo meu filho) quando ia para o meu curso, usando um modelito feito por lá, bem alegre como a gente precisa ser....
Não podia deixar de comentar sobre o triste e lamentavel episodio no RIO ontem, a gente que é mãe sente as coisas diferente, fica imaginando se fosse nossas crianças/filhos ( indepedente da idade), é um choque muito grande, uma violencia sem tamanho, onde vamos parar??
As famílias perderam seus valores, sua base, as pessoas hoje por pouca coisa ( as vezes falta de dialogo) se separam, criam filhos desestruturados, trabalham muito, gastam tudo com os filhos para cobrir a ausencia...
A verdade é que o mundo está nos engolindo....
Tenho saudades de quando as lojas só funcionavam sábado até ao meio dia, e os mercados até as cinco, o domingo era para as famílias, reuniões na casa de avô/avó, tia, prima, madrinha, os laços de carinho, amor e amizades eram solidos, parques cheios mas com familias completas, hoje se vê pai e filho, ou pq é separado ou pq a mãe tá trabalhando...
Sei lá as vezes acho que nasci no tempo errado, onde parece loucura vc não querer trabalhar fora para cuidar da sua família, é o bem mais precioso que temos, quando as pessoas vão perceber isso???
Os pequenos momentos são os melhores...
Agradeço a DEUS pela minha família e pelos amigos que conquistei ao longo da minha vida, são pessoas que deixaram em mim grandes marcas, e desejo que sejam sempre feliz não importa o caminho que sigam...

OBS: hj qdo o amigo do marido veio buscar as cadeiras, um mulher pegou a flor ( assim na minha cara, eu tava no portão) e levou embora, agora meu mato não está mais florido...

4 comentários:

Deusa disse...

kkkkk...quem foi que pegou nossa flor do nosso matinho Gesinha...conta logo que eu e a Si vamos catar esta dona e dar uns tabefes nela...hã...que pelo menos arrancasse o matinho também né...kkkkkk.
Bjs
Deusa

*..*gi arteirinha*..* disse...

Oi amada!
Eu me apaixonei por esse cantinho...tudo a ver comigo! Eu também tenho muito zelo pela minha preciosa família. E as vezes também me acho uma estranha no ninho por não ser uma "mãe moderna". Eu amo cuidar da minha casa e filhas. Já ouvi muito que estou ficando pra trás por não ter mais o sonho de fazer uma faculdade e ingressar no mercado de trabalho. Bom, entendo que assim é a vontade de algumas pessoas, mas não a minha. Podem me chamar então de "Amélia moderna" aquela que cuida da casa, marido, filhos e ainda arruma tempo pra ficar bonita, cheirosa e fazer o que amo...ARTESANATO!
Isso sim é ser profissional kkkkkkk
Dizem que sou mole com as pequenas....mas eu não vejo assim...sei corrigir e dizer não quando é preciso...mas sei que é o dever de mãe ensinar com paciência, dizer 1, 2 ou 3 vez se necessário e não usar a violência como forma de correção. É preciso prestar atenção no que a criança sente. De que adianta a criança ter medo ao invés de respeito? Na infância pode até ser que tenha controle, mas e depois???
Muito triste o fato de ontem no Rio...Senti a dor daquelas mães...meu Deus! E acho que tem tudo a ver com famílias desestruturadas, o qual gera cidadões não preparados para viver socialmente. Quanto ao rapaz que o fez...nem sei dizer qual sentimento posso ter...o que faz uma pessoa premeditar de tirar a vida de pessoas inocentes e depois a própria vida??? É fim dos tempos...
Que Deus tenha misericórdia!
Amiga....escrevi demais né....mas acabei desabafando um pouquinho também, rsrs
Espero uma visitinha sua....ficarei feliz!!!

*..*beijinhos*..*

Jéssi Zborowski disse...

Vai ver foi essa senhora que (im)plantou essa flor ai no teu mato hehehe santa criatividade
sabe que aqui na cidade onde moro é uma maravilha isso
Três Coroas é uma cidade familia... tem muita fabrica de calçado e as fabricas contratam mulheres pra trabalhar em casa fazendo os enfeites, assim podem ficar com os filhos.todos se respeitam e cumprimentam.
a familia aqui é prioridade, as fabricas abrem e fecham no mesmo horario das escolas...uma veradeira maravilha!! as lojas (que abrem) aos sabados trabalham so ate o meio dia
e domingo as ruas são desertas e a pracinha é cheia!!
alem disso tudo a cidade fica 20 km de gramado hehehe tuuudo de boom
beijinhos

ANA LÚCIA disse...

Estou com você. É muito sofrimento. Perder filhos na escola! Eu abri mão de tudo pela minha filha e não me arrependo. Estar com ela e vê-la crescer está sendo muito satisfatório. Quero cuidar muito dela e vejo que está crescendo feliz, pois a minha presença lhe dá segurança. Sabe-se lá de que jeito o assassino foi criado, acho que faltou olhar vigilante dos pais, carinho, atenção. Os pais sempre tem que estar atentos aos comportamentos dos seus filhos. Pequenas alterações já é sinal de que algo não está bem. Estou chocada!...
Bom domingo,
Ana